Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dicere Aude

Ousa dizê-lo, ousa partilhá-lo! Não porque pretendo incendiar o mundo, mas porque pretendo deixar o meu coração incendiar-se.. e lentamente deixar fluir um pouco por palavras aquilo que me vai dentro, no pensamento e no coração! Escrever é isso!

Dicere Aude

Ousa dizê-lo, ousa partilhá-lo! Não porque pretendo incendiar o mundo, mas porque pretendo deixar o meu coração incendiar-se.. e lentamente deixar fluir um pouco por palavras aquilo que me vai dentro, no pensamento e no coração! Escrever é isso!

A ETERNIDADE

 

A propósito de a Igreja comemorar o Dia de Todos os Santos num dia e o Dia dos Fiéis Defuntos no outro, não pude deixar de pensar nestas palavras de BENTO XVI: a ETERNIDADE não é «uma sucessão contínua de dias do calendário, mas algo parecido com o instante repleto de satisfação, onde a totalidade nos abraça e nós abraçamos a totalidade» do ser, da verdade e do amor. A Igreja convida-nos, de uma certa forma, a olhar pela vida, uma vida que nos propõe ser de entrega e doação, plena em cada sentido, sim porque a SANTIDADE não é algo inalcançável, é uma vocação de todos nós, é uma entrega e COMPROMISSO com o BEM que somos chamados a fazer todos os dias; e depois a morte, que de certa forma é o prolongamento da vida, numa outra dimensão, incompreensível e inalcançável, mas ao mesmo tempo divino e pleno quando acreditamos! SE escolhemos viver em compromisso com o Bem, não devemos ter medo da morte, que é lucro, como diz São Paulo, pois: "Uma só coisa pedi ao Senhor, a ela busco: habitar na casa do Senhor todos os dias de minha vida e ver as delícias do Senhor "(Sl 26,4).